A gente é saudade.
Eu te quero tanto.
The Beatles  (via retaliador)
saudade é tortura

verbografos:

Todo texto que faço
é um modo de fugir
desse maltrato
que a tua ausência me traz.

A vida é simples. Complicado sou eu.
Renato Russo.  (via promessasvazias)
Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. O romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.
Luis Fernando Veríssimo.   (via autorias)
Minhas paranoias são graves
O meu grito é interno
A guerra é mental
Diga-me então:
Prevaleço forte
Heroína sou, ou não?
G.   
Sinto muito. Sinto por sentir tanto, por me importar tanto, por amar tanto. Sinto por querer, por tentar. Sinto por não esquecer ou por não deixar de lembrar. Sinto, eu apenas sinto e sentir é uma droga.
Gossip Girl.  
Olhando aqui do presente para o passado eu vejo como as coisas lá são mais simples. Oh, eu amo tudo que é simples, amo tudo que parece acontecer porque tem que acontecer, quando eu era criança não existia um questionamento, da minha parte, sobre a vida, eu simplesmente vivia e me sentia bem, mesmo quando as coisas não iam bem. Tudo era sol brilhando, nuvens azuis, casa bonitinha, toda colorida e uma árvore de maças vermelhas. Não existiam essas perguntas insuportáveis na minha cabeça “porque eu existo?” “porque todos nós existimos?” “qual o motivo disso tudo?” Ah eu odeio esse presente tão complicado e sem desenhos bonitinhos.
Anne, coração partido.
Há sempre coisas queimando, rasgando você. Mulheres. Homens. Amigos. Tudo.
Charles Bukowski.
Há tanto amor
Em desuso
Em mal uso.
Velhas Palavras.  
Talvez eu não tenha pedido ajuda com palavras, talvez eu tenha virado o rosto para esconder uma lágrima e sim respondi “Estou bem, obrigada e você?”. Mas eu nunca achei que precisasse de ajuda, sempre odiei que me vissem chorando e nunca gostei de falar sobre os meus problemas. O problema na verdade, sou eu. Não sou boa o suficiente para esse mundo, para essas pessoas. Fazer faculdade, ter um emprego, ter um bom salário, são coisas que nunca me fariam feliz. A minha felicidade tá na liberdade que nunca tive.
Anne, coração partido. 
Amor é para os fracos. Os fortes são aquelas pessoas rígidas feito pedra, que a gente vê morrendo completamente sozinhas.
Gabito Nunes.
Se a paixão é mesmo uma doença, como alguns cientistas embezerrados estão sempre tentando provar, deve ser difícil diagnosticar: as dores do estômago podem ser uma gastrite nervosa; o emagrecimento repentino pode indicar um quadro anêmico; o suor excessivo nas axilas talvez seja sintoma de hiperidrose; não pensar em mais nada vale como T.O.C.; batimentos acelerados podem ser encarados como taquicardia; o tremor nas mãos, Mal de Parkinson; e uma vez assisti um episódio de House explicando que euforia excessiva sugere que você passou muito tempo respirando o mesmo ar que um pacífico pombo. Como não há pombos na minha janela e o Dr. Google descartou todas as outras suspeitas, acho que estou mesmo apaixonado.
Embora eu preferisse estar enfermo pra valer.   
Se você quiser me contar seus segredos, sou de todo ouvido. Se os seus sonhos não derem certo, estarei sempre lá para você. Se precisar se esconder, terá sempre minha mão. Mesmo se o céu desabar, estarei sempre contigo. Sempre que precisar de um lugar, haverá meu canto, pode ficar. Se alguém quebrar seu coração, juntos cuidaremos. Quando sentir um vazio, você não estará sozinho. Se você se perder lá fora, te buscarei. Te levarei pra algum lugar, se precisar pensar. E quando tudo parecer estar perdido, e você precisar de alguém, eu estarei sempre aqui.
Martha Medeiros.
Mas eu queria que você soubesse que eu só tinha intenções boas, não tenha dúvida disso, eu só queria a gente andando de mãos dadas, beijinhos com mordidas, um filminho de tarde, dormi de conchinha, cafuné, eu só queria deitar no teu peito e planejar um futuro que talvez nunca chegasse, sabe? Uma casa, filhos, talvez um cachorro…
Ah eu queria tantas coisas, todas com você, não tinha nada que eu desejasse mais que o ‘nós’.
Eu queria e quero nós. 
As vezes a gente tem que rir dos problemas.
Renato Russo.